Alta Costura, Prêt-à-porter, Grife e Fast Fashion: Entenda a diferença

Os amantes da moda sabem que existe uma infinidade de termos quando estamos falando de algo relacionado ao mundo fashion.

O post de hoje é super informativo pra você que sempre quis saber a diferença entre: Alta Costura, Prêt-à-Porter, Grife e Fast Fashion. Saiba tudo aqui no Modalissa, é mais fácil do que você imagina!

Alta Costura:
Conhecida também como Haute Couture, ou simplesmente Couture, a Alta Costura é a base de luxo da moda. Desde a época vitoriana em meados dos anos 1800 até hoje, é o pilar da moda em que encontramos a parte artesanal, em pequena escala. É uma moda exclusiva, para um mercado pequeno e seleto, onde os melhores estilistas aliam-se aos melhores artesãos para criar e dar vida a modelos únicos feitos de materiais e tecidos da melhor qualidade, como fios de ouro, jóias e tecidos exclusivos.

A Alta Costura é típica da França, os estilistas que escolherem fazer parte dela precisam ter ateliê em Paris e serem dignos de várias outras regras rígidas. Chanel, Dior, Valentino, Elie Saab e Armani são algumas das grifes pertencentes a esse mundo. A Alta Costura não tem como objetivo vender e sim expor criativamente suas obras de artes corporais. Por isso mesmo, o melhor lugar para mostrar às pessoas as criações são nos tapetes vermelhos, lugar de sonho e glamour. As atrizes que vão às premiações como o Oscar, por exemplo, estão sempre vestidas em Alta Costura.

Alta Costura: líder nas premiações


Prêt-à-porter
Significa "Pronto para Vestir". É uma roupa feita para vender, mas ao mesmo tempo traz a marca de um grande estilista, é produzida com materiais de qualidade e é marcada por ditar as tendências do momento, diferente da Alta Costura que traz a personalidade de suas grifes e não se preocupa com tendências e sim com um certo status. Pierre Cardin é um nome forte e Yves Saint Laurent foi um grande precursor do prêt-à-porter quando lançou uma coleção com fins comerciais em 1966.

Prêt-à-porter está presente nas semanas de moda de todo o mundo, é uma inovação proveniente do fim da Segunda Guerra Mundial quando a moda começou a ser mais democrática e difusa. É a vertente da moda que permite vários estilos se misturarem, que viabilizou o trabalho de consultoria de imagem e que aliou qualidade a um bom mercado consumidor.

Prêt-à-porter: Dita as tendências


Grife
Diferentemente de Marca, que leva o nome de uma empresa, a Grife leva o nome de seu principal estilista como Christian Dior, Coco Chanel, Giorgio Armani e etc.

A Grife está diretamente ligada a peças de luxo, produzidas manualmente, Haute Couture.

Grifes


Fast Fashion
A famosa Moda Rápida, de lojas de departamento, que são mais direcionadas ao público em geral e nas mudanças das estações. Essa parte totalmente mercadológica da moda tem suas araras renovadas mais rapidamente, atendem uma demanda grande e vendem produtos com diversas modelagens, qualidades e estilos diferentes.

É onde a Moda atua de maneira mais fiel ao seu significado literal: Modo, Maneira. A empresa lança um produto, ele é aceito, massificado e depois descartado. E assim cria-se o ciclo da moda.

Forever 21: Forte loja de moda Fast Fashion


Gostaram das informações de hoje?
Se tiverem alguma dúvida é só deixar nos comentários ou me visitar no meu Instagram @alissamagalhaes

Beijos!

Nenhum comentário:

Postar um comentário