março 27, 2017

10 dicas para mandar bem em entrevistas de emprego/estágio

by , in
É comum ter receio ou ficar apreensivo nas vésperas de uma entrevista de emprego ou estágio, ainda mais no início da vida profissional. Lembro bem da minha primeira entrevista e de tudo o que fiz para me preparar, tanto nela como nas que vieram depois.

Hoje vou compartilhar com vocês algumas dicas e truques que deram certo comigo sobre como causar uma boa impressão na temida hora de ser entrevistado.

Foto: entrevistademprego.me / Reprodução Google

1º - Tenha domínio do que você se propõe a fazer
Não adianta se candidatar para uma vaga de designer gráfico se você não sabe manusear o PhotoShop. Saiba o que a vaga pede, e só se candidate se você estiver certo de que vai fazer aquilo bem. E estude sempre, esteja em processo constante de aprendizado, invista em você mesmo, nunca ache que sabe tudo, mas saiba o mínimo e saiba bem.

2º - Prepare o currículo ideal
Você tem que ter um Currículo claro, objetivo e coerente com a sua realidade. O ideal é que o currículo seja de apenas uma lauda (1 folha) e contenha seu nome, email, telefone e endereço; seu curso de graduação e instituição; suas experiências profissionais que estejam de acordo com a vaga proposta; se for o primeiro trabalho o ideal é que tenha experiências acadêmicas; deve conter aptidões extracurriculares como língua estrangeira e/ou programas e aplicativos de computador e internet. Existem modelos prontos na internet em que você pode se basear. O importante é não mentir sobre você nem omitir nenhuma informação importante e deixar o currículo o menor e mais objetivo possível, pois nenhuma empresa lê currículo com mais de uma página.

3º - Fique calmo e emocionalmente preparado
Às vezes criamos na nossa cabeça as perguntas que o empregador vai nos fazer, mas na maioria das ocasiões é tudo muito diferente. Esteja calmo e atento a tudo o que acontece e ao que lhe for perguntado. Drible a ansiedade, é só ter em mente que a entrevista é uma conversa, não é nada fora do comum! Espanta o nervosismo e vai.

4º - Seja profissional
No momento da entrevista você deve mostrar seu potencial e profissionalismo. Mostre personalidade, mas nunca informalidade. Responda o que lhe for questionado e sinta como é o ambiente da entrevista. Se for tudo muito sério seja sério, se for descontraído se permita ser mais tranquilo, mas nunca tão extrovertido, não pega bem.

5º- Escolha a roupa certa
Nada de roupas curtas, estampas chamativas e cores vibrantes. Opte pelo clássico ou pelo básico. No meu caso, odeio usar calça, então escolho um modelo com mais estilo como uma calça Flare por exemplo, ou um look com saia lápis ou um vestido composto com um blazer finalizando. Respeite seu estilo, mas nem pense em shorts, saias ou vestidos justos, curtos e com transparências.

6º- Tenha postura e olhe nos olhos de quem entrevista
Pode parecer besteira, mas o entrevistador adora quando o entrevistado presta atenção em tudo o que ele fala. Sente ereto e mostre serenidade e interesse no momento em que está vivendo.

7º - Tente impressionar, mas na medida certa
Você está em uma seleção, então precisa ter um diferencial. Mas não deve passar dos limites. Seja inteligente, esperto, mas evite piadas, gracinhas e brincadeiras fora de hora.

 8º - Humildade e querer aprender é fundamental
Você se candidatou em determinada vaga porque tem interesse. Mostre esse interesse, mas mostre humildade. Mostre-se capaz de aprender com aquela empresa/pessoa. Dá para chamar a atenção do empregador sem precisar contar muitas vantagens sobre si mesmo.
Você tem que ter certo domínio no que vai trabalhar, mas deve estar aberto a aprender todos os dias, tanto profissionalmente, como nas relações interpessoais. No ambiente de trabalho, absorvemos e melhoramos todos os dias, mas isso só acontece se permitirmos nosso próprio desenvolvimento.


9º - Não se atrase
Nem na entrevista, nem quando for contratado. O ideal é chegar entre 10 a 15 minutos antes do horário previsto. Isso vai mostrar que você dá importância.

10º - Seja grato
Ao final da entrevista, aperte a mão do entrevistador e agradeça a oportunidade. Mesmo que você não consiga o trabalho, seu currículo e nome estarão no banco de dados da empresa para uma eventual oportunidade.

E aí, te ajudei? Consegui ser contratada em várias oportunidades por seguir esses passos. Qualquer dúvida pode mandar pelos comentários ou por direct no meu instagram @alissamagalhaes

Beijos e boa sorte!
março 23, 2017

CliniHair Hidratação Profunda Liso Expert - Resenha Tratamento Profissional Niely

by , in
Hoje vim dar uma super dica pra vocês! Mais cedo (sim, post fresquinho!) fui buscar uma nova máscara de hidratação no shopping e achei uma linha que nunca tinha ouvido falar: a CliniHair, que é a linha profissional de produtos da Niely. 

Eu já estava querendo dar uma alternada nas ampolas e condicionadores que uso e estava realmente precisando de uma hidratação nova, então resolvi dar uma chance. Experimentei a Hidratação Profunda Liso Expert da CliniHair hoje e já vim contar tudinho pra vocês!


Primeiro de tudo: o preço! Meninas, essa belezinha aí da foto saiu pela bagatela de R$12,90. A gente que é ligada em cabelo bem sabe, é difícil achar uma hidratação boa por menos de R$50, né?

Essa máscara da CliniHair traz uma lista de possíveis benefícios para as madeixas: maciez, maleabilidade, brilho, hidratação, tudo isso com um efeito bem profissional!

O produto é enorme, vem com 430g! Como eu faço hidratação em média umas 3 vezes por mês, vai durar o ano inteiro!


Apliquei o produto mecha por mecha e assim que saí do banho, sequei o cabelo com o secador pra dar um efeito imediato.  Como é um produto mais profissional, basta agir o mínimo de 5 minutos nos cabelos que você já vê a diferença no enxágue. Vale também deixar uns 20 minutinhos com touca, deve ficar com um resultado ainda melhor!

Eu só pequei em uma coisa, não notei que esse produto era voltado especialmente aos fios com escova progressiva. Ele promete potencializar o liso dos cabelos com escova. Eu não uso escova progressiva no meu cabelo, sou escrava de chapinha porque tenho o cabelo liso, mas muito cheio, então para controlar o volume esse é o artifício que uso. De qualquer forma, essa hidratação veio a calhar! Mas descobri que existem vários tipos do mesmo produto, restauração, reconstrução, etc.


Essa é a textura dele, rende bastante! Gostei porque foi fácil de espalhar e retirar do cabelo e o pente deslizou com muita tranquilidade depois.

Eu substituí esse creme pelo condicionador na lavagem, mas se seu cabelo tem pontas mais secas vale lembrar de passar o condicionador antes e a máscara depois. E, não esqueçam, só se passa qualquer tipo de creme no comprimento dos cabelos, nunca na raíz, combinado?

Outra coisa importante, passeando pela internet vi várias colegas bloggers de cabelos lisos, cacheados e crespos que usaram e também aprovaram essa mesma máscara. Adoro produtos versáteis!

Agora vamos para o efeito da hidratação no meu cabelo! No rótulo, o produto diz que o resultado é maciez, brilho, leveza e um cabelo mais liso e hidratado. Ele cumpre tudo? Cumpre! Pelo menos o resultado no meu cabelo foi maravilhoso!


Percebam o brilho dos cabelos. Essa foto está sem efeito nenhum pra vocês verem o real mesmo! O balanço do cabelo é nítido.


Olha a cara de felicidade da pessoa. Nada como ter cabelos bem hidratados!
O resultado foi satisfatório, levando em conta a questão de ser uma hidratação de "farmácia". Me surpreendeu positivamente, já quero usar de novo!


E aí, ficaram com vontade de experimentar? Por aqui foi amor à primeira vista! Produto aprovado pelo resultado e por ser super econômico e prático. Qualquer dúvida é só me perguntar por aqui ou lá no direct no meu instagram @alissamagalhaes

Beijos e até a próxima!
março 12, 2017

Outono/Inverno em cidades quentes. Como ter estilo sem passar calor?

by , in
Quem mora em cidades que são quentes o ano inteiro sabe: Não existe jaqueta de couro, nem bota, nem toucas de crochê nas estações mais frias do ano.

Aqui em Salvador faz calor praticamente o ano todo, então se eu quiser usar roupas invernais tem que ser em alguma viagem. Por outro lado, não precisamos ficar de fora das tendências ou mesmo da vibe outono/inverno só porquê moramos onde o sol é feliz.

Hoje vou mostrar uma ideia de look em forma de inspiração! Podemos investir em cores mais frias que sejam a cara das estações mais amenas e não necessariamente em peças ditas "de frio".
Check it out:


Sou do time que acha que preto, branco, cinza, marrom, caramelo e tons escuros como uva, oliva e marinho são a cara do outono/inverno. Montei um look preto + estampa fria que casa perfeitamente com o outono, sem que eu passe calor ou algum tipo de desconforto.


Outro segredo é aliar alguma peça meio-termo. O blazer por exemplo protege do frio e fica bom em quase todas as composições! Por ser versátil, dá para vestir à noite sem problema nenhum.


Tudo está nos detalhes! Escolhi uma regata preta de tecido mole (um bom material faz sempre a diferença), uma saia rodada mais pesada com uma estamparia floral acinzentada, um salto clássico de tiras e finalizei com o blazer. Esse look tá a cara do outono! 

Mas, pense, se as cores fossem alegres como amarelo, vermelho, etc, o look estaria bem primaveril. O segredo fica nas mínimas coisas!


Adoro saias que marcam a cintura, pois dá aquele efeito feminino, bem girlie. Essa da foto comprei em uma liquidação na loja Cynthia Tirzah e foi R$39,90. Já a blusa coringa foi da Marisa por R$29,90.


O blazer tenho há anos e confesso que não lembro de qual loja foi, mas foi de departamento e não passou de R$100. É legal apostar em peças assim, pois nunca saem de moda e duram muito tempo!


Os detalhes de maquiagem também são super importantes. Apostei no batom vermelho Ousadia da marca Be Emotion (Polishop) e em um olho marcado pra ficar bem bonito no contraste com as sobrancelhas!



Gostaram do look? Se você mora em uma cidade quente, aposto que se identificou! A ideia é ser criativa e apostar em cores que valorizem e expressem a ideia de cada estação do ano.

Espero vocês com mais conteúdo legal no instagram

Beijos e até a próxima!
março 05, 2017

#DiárioDeFormanda - De Universitária Para Jornalista

by , in
Desde o início da adolescência, quando decidi que seria jornalista, imaginava a cena da minha formatura. Não só pelo evento, pela beca que acho linda e pela formalidade, mas sim pelo sonho que estaria de fato se concretizando; poderia ser de fato chamada de Jornalista ou de Jornalissa para os íntimos (risos!)

Daqui a poucos meses, estarei me formando, fechando um ciclo e começando outro, onde de fato vou experimentar e conhecer coisas que ansiei durante praticamente toda a minha vida. Já vivo da arte de comunicar, mas viver disso com o conhecimento necessário vai ser melhor ainda!

Hoje me encontro no início do meu último semestre na faculdade e venho aqui, como de costume, compartilhar com vocês todas as histórias, expectativas e constatações da minha vida de universitária dos últimos 4 anos em que comecei a viver o que sempre fui: Jornalista.



Entrei na faculdade em  2013, tinha recém completado 18 anos e estava cheia de ideias,  empolgação, vontade de estudar, adquirir todo o conhecimento possível para ser a melhor no seguimento que eu viesse a escolher. 

Era um mundo novo, repleto de possibilidades que eu estava louca para viver. Digo para vocês com toda a certeza que foi um dos momentos mais importantes da minha vida, não só por ter me capacitado para a minha profissão, mas por aprender que a vida é muito mais ampla do que eu poderia pensar!

2013. Não só amo aparecer em fotos como gosto de estar com a câmera em mãos!

A faculdade me proporcionou momentos incríveis. Conhecer gente, aprender com as situações, se virar sozinho, se sentir capaz de fazer as coisas...Isso não tem preço! Não é só uma "escola", é um aprendizado pra vida!

Além de me sentir adulta, crescendo em meio a pessoas diferentes, me capacitando e me sentindo competente para trabalhar na área que sempre tive vocação, amadureci bastante. Esse período de transição me ajudou a construir meu lugar ao mundo! Comecei de um jeito e sairei de outro, realizada e cheia de aspirações a seguir. Só uma coisa não mudou: o amor pela comunicação que me fez chegar até aqui.

2014. Primeiro editorial de moda para a faculdade

Não se enganem, durante todo o tempo de curso que você fizer, vão existir momentos de animação e motivação e momentos em que você só quer jogar tudo para o alto!

Meu senso de responsabilidade nunca me falhou, então eu nunca joguei tudo para o alto, mas já priorizei matérias em detrimento de outras, já estudei mais para uma prova do que para outra, já tive muita raiva por ter que estudar coisas que não gostava nem me identificava, e isso é natural em qualquer pessoa.

A verdade é que quando você se deixa inspirar, a motivação nasce de lugares que você nem imagina. E a parte importante de tudo é que a maioria do que eu vi me fez crescer, tanto como pessoa quanto como profissional e é por isso que valeu tanto à pena!


Durante o curso, existe a possibilidade de entrar no mercado de trabalho como estagiário e essa é uma realidade que eu recomendo para qualquer pessoa. Os estágios me fizeram aprender a controlar melhor minhas emoções, a lidar com pessoas, a aprender realmente como as coisas funcionam, a escolher e fazer opções e a me encontrar como pessoa e jornalista.

1º estágio e 1ª redação - Jornalismo Online/ 2014

Minhas experiências como estagiária foram cruciais para meu início de carreira pois pude ver o que realmente queria fazer e o que realmente queria afastar de mim. É claro que estamos em processo de descoberta diariamente, mas trabalhar e colocar a mão no pesado logo no início da vida nos faz ter segurança para escolher o que queremos e nos enxegarmos como realmente somos.

2º estágio e 2ª redação/ Jornalismo Impresso - 2015

Quando a gente adquire uma vivência fora da teoria, nos decepcionamos e temos aquele choque de realidade, mas também nos sentimos poderosos para viver e aprender com o que a vida traz. É uma necessidade ter conhecimento do mundo se quisermos viver de verdade dentro dele.

Depois que passei pelos estágios, já estava na metade do curso e então resolvi começar meu outro sonho que era o blog. Com o conhecimento da faculdade e minha aptidão jornalística, consegui tocar este e outros projetos com mais profissionalismo e confiança. Investir em cursos, graduações e especializações é fundamental para o desenvolvimento de qualquer carreira!

Apresentação do TCC - 2016

Depois das matérias específicas, dos estágios e das práticas, chegou o ano do TCC que foi onde tudo começou a fechar, a finalizar e foi quando eu senti que a vida de jornalista estava começando de verdade (apesar de que durante todo o curso já dava para se sentir inserido na profissão).

Foi um ano super importante, onde quis um tema que falasse o porquê de eu ter escolhido o Jornalismo. Meu tema foi "Assédio sexual sofrido pelas mulheres e o Vestuário Feminino nos espaços públicos de Salvador". Sempre quis aliar serviço à sociedade com prazer, então misturar a problemática do assédio sexual com a moda, que é minha paixão, foi a dose certa pra mim!

Fiz um post ano passado sobre meu TCC, então se você quiser ler sobre ele é só clicar aqui.

Na faculdade consegui enxergar o Jornalismo com mais olhos e olhares do que antes, quando escolhi essa profissão. Me sinto feliz de fazer parte de uma área enorme com tantos universos e possibilidades diferentes! A vida de universitária me possibilitou conhecimento crítico e uma abertura de mente incrível. Pude ver que a vida é uma imensidão de oportunidades e opções!


Preparação para a formatura - 2017
2013 e 2014 foram os anos das matérias específicas e o ano que me formei em Inglês (outra paixão); 2014 e 2015 foi o período em que estagiei, e também do blog que, mesmo sendo fora faculdade, não posso deixar de falar; 2016 foi o ano do TCC e esse último semestre de 2017 está sendo de matérias-base. Ou seja, muita coisa vivida e aprendida!

Neste momento continuo estudando, afinal ainda existe o último semestre e as últimas matérias a serem cumpridas. Confesso que o último ano foi bastante cansativo, devido o TCC, mas me vejo animada em ler e escrever os últimos textos que a faculdade me proporcionará.



Em exatos 4 meses minha vida de universitária chegará ao fim e minhas expectativas são as melhores possíveis. Claro que dá aquele frio na barriga, afinal do futuro ninguém sabe, mas acredito que tudo tem seu tempo e que se a gente faz por onde, deseja e trabalha, o melhor acontece.

Entrei com 18 anos, sairei com 22, com muitos planos e com uma vida inteira pela frente! Sou super grata a tudo o que aprendi e venho aprendendo (aprendizado e conhecimento quero ter até meu último dia de vida), a todos que conheci e a todas as oportunidades que tive. 
A vida na universidade me fez crescer, aprender, amadurecer, me conhecer e ainda me dará o diploma dos meus sonhos. Vou, aos poucos, me despedindo dessa vida com saudade, nostalgia, mas muita alegria e gratidão por poder viver a vida da maneira que eu sempre quis.

Que venha a formatura e as especializações, os trabalhos, as pós-graduações e as realizações. Me despeço de uma página maravilhosa da minha vida e não vejo a hora de mais um capítulo especial começar!

Beijos universitários!