janeiro 27, 2016

Resposta da "Geração que muito idealiza e pouco realiza"

by , in
Dia desses olhando meu feed de notícias no Facebook pelo celular, me deparei com alguns textos compartilhados pelos meus contatos que tinham títulos como: "A geração que muito idealiza e pouco realiza", ou "A geração que só sabe sonhar", ou "A geração das ideias". Que geração é essa? É a minha geração. É aquela entre os 20 e 30 anos, das pessoas que idealizam suas vidas profissionais, que buscam pela felicidade, que supostamente não se esforçam, sonham demais, que tem uma vida virtual ativa, e que na maioria das vezes não se adaptam ao que é ruim para elas.

Os títulos dessas matérias logo me chamaram a atenção de uma maneira negativa, quando os li na internet. Negativa porquê? Acredito que para se opinar sobre um assunto, deve-se ter muito mais argumentos que suposições, você tem que viver aquilo, tem que ser aquilo. A maioria das pessoas que compartilharam esse texto eram adultos, formados, trabalhadores, maduros, conhecedores da vida, mas não são parte da geração que tanto criticam. 

Eu li todos os textos a que tive acesso sobre o assunto, e só para vocês entenderem, não estou falando de um texto específico e sim de todos eles que falam com tanto "conhecimento de causa" da tal Geração Faz Nada-Quer Tudo. Eu, como integrante dessa geração, estou aqui para prestar alguns esclarecimentos.

Como eu, que realmente faço parte dessa geração, posso caracterizá-la? Somos sim a geração que sonha demais em ser feliz de acordo com o que se quer e se acredita. E qual o possível problema disso? 
Nossos pais foram educados de uma maneira. Eles sabem que a vida é dura, eles aprenderam caindo e levantando, eles trabalharam e trabalham horas por dia, a maioria não é feliz no que faz e se é, está sempre cansada, reclamando do preço da conta de energia. Eles simplesmente foram criados para ter uma vida estável, com escolhas mais certas, muitas vezes empurrados para coisas que não queriam, aprenderam a valorizar o suor. E tudo bem. Isso são eles. Bom pra eles! Mas nós... 

Nós, "jovens", fomos super protegidos, aprendemos desde cedo a não nos machucarmos nem fisicamente nem emocionalmente, a evitar estresse, a estudar para sermos bem sucedidos quando crescermos. Fomos condicionados a formar opinião e a termos vontade própria, já que nada nunca nos faltou. Isso não significa que não nos esforçamos ou não nos esforçaremos para termos um futuro bom como o dos nossos pais. Não quer dizer que não vamos trabalhar, suar. Isso só significa que agora é diferente. São outros desejos, outras vontades, outras perseguições, outra maneira de galgar, outro processo, outros passos.

A questão é essa. É o velho e bom clichê: São Gerações Diferentes. Não cabem julgamentos aqui. Culpar o sonho e a vontade de querer ser feliz? Isso é brega, além de ser uma postura dura. A vida é sim uma só, e eu acho que devemos nos descobrir e após isso buscarmos o sucesso, tanto profissional quanto pessoal. E não é porque digo isso que tenho uma postura lunática, não. É o melhor pra mim. Se posso escolher entre sofrer e não sofrer, porque diabos iria ficar com a primeira opção? Minha geração é a esperta, inteligente, perspicaz, que pensa em tudo, muito bem e obrigada.

Isso não quer dizer que não vamos experimentar a dureza da vida, a dificuldade, o sofrimento necessários para o amadurecimento. Tenham certeza que já passamos por isso e vamos passar muito mais, mas se nossa escolha de vida de sermos um pouco mais positivos, termos fé e vontade própria nos acompanhar, não seria melhor? Não é uma boa coisa para nós mesmos?

Não posso falar por todas as pessoas da minha geração, porque muitos acham que tudo supostamente deveria vir fácil, mas eu não faço parte disso. Faço parte das pessoas que sonham, idealizam o melhor para si mesmas e dão um jeito de conseguir, não desistem na primeira barreira. Porque falam tão mal dessa palavra, "Idealizar"? São os ideais, as palavras, as ações que fazem o mundo girar e mudar, e você que está lendo esse texto agora, provavelmente vai mudar algo em você, vai refletir sobre o assunto, sobre a atualidade e isso só enriquece. Ideal é poder. Idéias movem. Sonhos motivam. Vontades fortalecem.

Depois de conhecermos a fundo quem somos, partimos para a ação, vamos em busca da realização, e é aí que todo o esforço e dificuldade que querem tanto que a gente viva, aparecem. Nem sempre vai dar certo, vamos nos decepcionar, aprender, ficar com raiva, desacreditados da vida por um minuto, mas aí voltamos e colocamos um sonho acima do outro que não deu certo, simplesmente porque isso é o que somos. Sonhadores, positivos, perseguidores, com todo o sabor da palavra. 

E o boom das mídias sociais nisso tudo? Errado seria colocar o virtual na frente de tudo, mas beneficiar-se, aprender, ensinar, fazer pensar, compartilhar, influenciar por meio de tantas redes sociais e aplicativos, ao meu ver, só ajuda a descobrirmos o que realmente queremos e quem somos. Não dá pra falar mal da internet e seu impacto, principalmente na minha geração. Você, de qualquer idade que está lendo isso aqui agora, como seria sua vida sem internet? No meu caso e no de muita gente é, O que seria da sua vida sem internet? Sem problemas. São outros tempos.

Temos tempo, queremos que dê certo e que seja do nosso jeito. Uma Geração não anula a outra, mas também não pode querer diminuir a outra. O mundo gira e tudo muda de lugar muito rapidamente, então é natural que os jovens de hoje não tenham nada parecido com os de ontem, e os de amanhã vão chegar para mudar mais ainda. Isso é a vida. Não entendo porque muitos complicam tanto.

Nós, da Geração que sonha, ajudamos o mundo a se relacionar, a conhecer. Entendemos essas "coisas tecnológicas", sabemos o que funciona no mundo de hoje, sabemos que o efêmero pode ser bom, mas não existe nada melhor do que sermos felizes com nós mesmos. Não existe sentido em fazermos o que não nos deixará bem. A Minha Geração simplesmente não aceita o que não seja o melhor. A minha geração ainda está em formação.

Se as pessoas fossem mais abertas à diálogos, reflexões, às diferenças, aos debates, certamente seria mais fácil viver nesse mundo hoje. Se a Geração que critica a outra, em vez disso, aceitasse, acolhesse, ajudasse, mesmo que não entendesse e concordasse, e evitasse criticar o que acha que conhece, e fosse menos julgadora, não teríamos o choque que existe hoje. Se ao menos, todos pensassem, como nós da Geração-Preguiça, se ao menos todos tentassem se fazer presentes, mostrassem ideias, ideais, sugestões, vontades, esperança de melhorar as coisas!

E ainda querem dizer que não realizamos nada...

Reprodução Google



janeiro 24, 2016

Fotografia pela Nikon S9500

by , in
Sempre fui apaixonada por fotografia. Pra mim, fotos não são apenas imagens, cada foto traz um olhar, uma perspectiva, um ponto de vista. São momentos, registros, a melhor invenção de todas!

Todo mundo que gosta de tirar foto e, assim como eu, não acha que o iphone dá conta sozinho em todas as ocasiões, deve ter uma boa câmera para suprir as necessidades do dia a dia.

O problema é, que câmera usar? Isso vai depender muito do que você quer que a sua câmera tenha.

Existem várias câmeras maravilhosas no mercado fotográfico, mas os preços costumam ser altíssimos. Eu gosto de aliar qualidade e pagar pouco, então há um mês fiz uma pesquisa para achar uma câmera que tivesse o que eu queria: Fosse no mínimo semi-profissional, compacta porque eu não gosto de carregar peso, um bom zoom óptico, wifi para facilitar a vida, uma boa quantidade de megapixels, e que fosse o mais barata possível. Tá parecendo sonho isso né?

Mas não é não! Achei essa aqui, que hoje é minha câmera amada e facilitadora da vida!

É a Nikon Coolpix S9500, que eu considero um dos maiores achados em termos fotográficos que eu já fiz na vida! E olha que eu sou ligada em foto há muitos anos!

Ela é uma câmera semi-profissional compacta, tem 18.1 megapixel, 22x de zoom óptico, Wifi, GPS, filma em HD e o melhor de tudo, está à venda no mercado por em média 700 a 900 reais e está disponível nas cores vermelha, preta e prata. Tem várias opções de ajustes de luz, vários modos, 4 opções de flash, o wifi que transfere as fotos diretamente para o seu celular (nesse caso, só pra iphone e também ipad), a opção filme também é muito boa e normalmente ela já vem com um cartão de memória de 4gb.
Eu fiquei na maior expectativa quando a achei na internet (é mais fácil achar na internet do que em lojas físicas), e quando ela chegou eu não me decepcionei! Realmente é uma câmera muito boa que tá me ajudando muito ultimamente, e é linda né?

Zoom
Flash externo
Tela de 3"
Super recomendo, gente. É a câmera perfeita para quem quer algo menor, com qualidade e com um bom preço. Vou mostrar pra vocês agora algumas fotos que tirei com ela, sem efeitos nem filtros:



Amo essa!

Além dessas fotos acima, todas as outras que estão nos posts aqui do blog também foram feitas com essa câmera! Acho que já mostrei como estou satisfeita né?

Qualquer outra dúvida é só comentar aqui embaixo ou escrever pra mim no alissa.magalhaes@gmail.com.

Beijos!
janeiro 20, 2016

Look do dia: Macaquinho da vez

by , in
Macaquinhos para algumas, macaquitos para outras, a verdade é que essa peça é prática, confortável e maravilhosa. Sou louca por macaquinhos. Antes dessa tendência estourar por aí, eu já tinha uma coleção! Lisos, estampados, para o dia, para a noite... 

Com mais calma, faço um post com todos os meus para vocês verem (são muitos), mas por hora, vou mostrar o que prometi no post anterior. O meu queridinho da vez, o mais confortável e versátil que eu tenho.

É esse curto, de algodão e poliéster, estampado rosa e roxo, bom para o dia e para um cineminha à noite, ideal com rasteiras, sapatilhas ou plataformas, composto no colo, com fendas nos antebraços e aberto nas costas:

C&A, R$ 79,90
Estreei ele no Cruzeiro no mês passado, e não podia ter feito escolha melhor! O tecido é leve e me senti protegida. É muito confortável, muito mesmo!

Check it out a fenda no antebraço! Super chic
Look fresco e bem verão!

As fendas no antebraço e a abertura nas costas fazem com que ele tenha um aspecto bem trabalhado, conferem personalidade e singularidade à peça.

Details
Se ajusta perfeitamente ao corpo

E aí, curtiram meu look do dia? Vocês acompanham mais por aqui, no meu instagram e lá no snap também!
Essas fotos MARA foram de Mariana Mangabeira e minha câmera é a Nikon s9500 (em breve faço um post sobre ela pra vocês!)

Um beijo e até mais!
janeiro 18, 2016

Diário de Bordo: MSC Splendida!

by , in
Tudo começa com uma grande vontade de sair da rotina, ir pra fora, experimentar coisas novas, sair da zona de conforto. Viajar é preciso. No caso do post de hoje, navegar é preciso. E como é!

Quem me acompanha nas redes sociais, viu meu entusiasmo, minhas fotos e meus snaps do Cruzeiro que eu fiz em dezembro passado. Resolvi fazer esse post com alguns complementos, coisas que não tinha falado antes porque essa viagem foi muito especial pra mim e porque estamos em pleno verão e de férias né? Pra quê melhor? Então vamos começar essa semana com muita inspiração!
A ideia é vocês conhecerem como funciona, se inspirarem e terem vontade de ir. Acreditem em mim, foi inesquecível e eu não vejo a hora de fazer pelo menos uma viagem de navio por ano, a partir de agora. É apaixonante!

O Cruzeiro que eu fiz foi o MSC Splendida. O navio veio da Itália e foi sua primeira vez aqui no Brasil. Meu roteiro foi de 4 dias, saindo de Salvador no primeiro dia, navegando em alto mar no segundo, parando em Búzios-RJ no terceiro, passando em Cabo Frio no terceiro também e parando no Rio de Janeiro no quarto. 

Antes de vermos o interior do navio e todas as coisas maravilhosas, eu recomendo que vocês levem muitas roupas frescas e arrumadas. Eu embarquei com esse macaquinho estiloso e confortável que vocês verão detalhes sobre ele no próximo post:
Macaquinho C&A R$ 79,90/ Bolsa Santa Lolla R$ 199/ Chapéu Opção R$49,90/ Óculos Marc Jacobs
Agora, convido vocês a embarcarem nessa viagem esplêndida comigo!
  
1. Geral:
Ao entrar no navio, fiz logo questão de conhecer as áreas externas principais:

É uma chiqueza! Tudo dourado
Elevadores! Tudo espelhado como eu gosto

Apaixonei nessa escada
 
Mindblowing
Deu pra sentir que é tudo muito lindo por lá né? A boa e velha primeira impressão que realmente faz a diferença!
Agora vamos para a cabine. Fiquei positivamente surpresa com as acomodações:

Em cima da cama, todos os dias, a programação de lazer do navio
 
Confortável, decor neutra
O que achei muito legal foi a neutralidade da decoração e a limpeza. Todos os dias, quando o quarto era arrumado, recebíamos a programação do dia do navio: festas, trajes para a noite, espetáculos no teatro, etc. Isso facilitava bastante para organizar meus dias lá!

2. Piscinas, sol & afins

Bom gente, o que não falta lá é piscina né? Tem as piscinas internas, externas, hidromassagens maravilhosas. O melhor é que funciona das 6h até as 19h30. É bom ressaltar que a água das piscinas é salgada (direto do marzão, com um tratamento) e a das hidros é doce! É  tudo tão lindo e relaxante que vocês nunca vão querer sair de lá! 

Ô sorte!
Hidro super quente! Recomendo o uso durante a noite
Só lazer!
 
Piscina interna
3. Festas, Eventos & LifeStyle
A vida no navio não para nunca! É incrível como cabe e acontece tanta coisa em um só lugar!Todos os dias, muitas festas pela manhã, tarde e noite, tudo com muita música e diversão para todas as idades. Eventos para todos os gostos, muitos bares, mini shopping, duty free, cafés, docerias, serestas para a terceira idade, festinha kids, partys nas piscinas, etc, então minha dica é: leve muitas roupas bonitas para a noite, biquínis e roupas frescas para o dia a dia.

Enquanto eu estava lá, teve a noite de branco, a festa do comandante (que é quando ele visita todos os restaurantes para dar um oi aos passageiros), teve a noite tropical, festa da neve, boate todos os dias, espetáculo no teatro, noite de apostas no cassino...


Las Vegas em alto mar!
Um dos bares
Salão de Jogos
Boate com essa vista linda!!!
Teatro
Noite de branco
Noite do comandante
 
Noite tropical
4. Comidas

A observação mais importante que eu devo fazer para quem está se preparando para fazer um cruzeiro é: se prepare para engordar. Isso mesmo. É muita comida! Muita comida mesmo! Você se arruma para comer, toma banho para comer, vai para a piscina pra depois comer, dorme pra comer... e só pensa em comer.
É assim que funciona: toda a comida do navio está incluída no valor que você paga pelo cruzeiro. Ou seja, você pode comer quantas vezes quiser, repetidamente, os mesmos pratos ou pratos diferentes. Liberdade estomacal! A melhor coisa era comer e sair do restaurante "sem pagar a conta"!

Para vocês entenderem: o navio dispõe de vários restaurantes, mas os passageiros de cada andar do navio, tinham seu próprio restaurante (estilo entrada-prato principal-sobremesa) que você podia repetir quantas vezes quisesse; Todos esses restaurantes eram iguais, mesmo cardápio, só mudavam a decoração. Eles dividem assim para organizar a quantidade de pessoas. E tinha um outro restaurante, buffet livre, que era destinado a todos os passageiros (esse é o restaurante com vários tipos de comida, funcionava 20h por dia, estava sempre com muitas opções diferentes, da feijoada aos pães, do hamburguer com batata frita às frutas).

Selecionei para vocês os pratos que eu mais gostei do restaurante Chic, o nome do meu era Villa Verde, e o que mais gostei de comer no Buffet também. A comida de uma forma geral, era muito gostosa e bonita; Como a tripulação era em sua maior parte, italiana, o que mais tinha eram pizzas, massas e sorvetes! Além de carnes, peixes, tortas, e aiai...

Risotto de Queijos
Tava tão gostoso, gente!
Risotto de camarões
No restaurante Villa Verde
 
Tagliarinni ao funghi


A verdadeira pizza! Por chefs italianos


5. Destinos, paradas & belezas 
É tanta coisa pra se fazer dentro no navio que a gente até esquece que está indo conhecer lugares, né?

No primeiro dia, embarcamos aqui em Salvador de manhã e partimos por volta das 18h.
Depois de navegar por águas misteriosas durante mais de 24 horas, chegamos em Búzios, região dos lagos do Estado do Rio de Janeiro. Tava nublado, mas eu achei linda a cidade! Ainda não conhecia e adorei. Além de belas paisagens, o comércio de souvenirs é bem acessível.

O navio para nas cidades por volta das 8h, 9h da manhã, fica ancorado o dia inteiro e só parte para o próximo destino às 18h. Búzios foi muito legal, mas a emoção maior foi chegar na minha cidade linda e amada: Rio! Amo ir lá, e toda vez que eu volto é lágrima no olho e calor no coração.

Confiram as fotos:


Porto de Salvador
Sunset
Búzios!


Meu Rio! Sempre bom voltar
Corcovado
Iuhu
Praia Vermelha - Urca
Restaurante do navio
6. Não-inclusos

Eu falei tanto de comida, mas vocês devem estar se perguntando: E as bebidas? Bom, as bebidas são por fora, você paga 78 euros por pessoa e tem direito a todas as bebidas (água, sucos, refrigerantes, vinhos, champanhes, chopps, etc) e aos milhões de tipos de Gelatos Italianos (sorvetes).
Babem um pouquinho:

Gelato italiano
 
Macarons vida! Cada um por 1 euro


Quer uma pausa pra assaltar a geladeira?
Sem pausas
Só glamour!

7. Tudo tão perfeito, será que tenho reclamações? 
 É uma viagem realmente maravilhosa, mas tenho dois contras a ressaltar pra vocês:

1. Não tem Wifi gratuito. Para ter acesso à internet você tem que pagar uma taxa de mais ou menos 50 euros pelo dia que usar, e não tem nenhuma área do navio com wifi livre para o público. Senti falta de postar mais nas redes. Como fiquei refém de 3g, estive pouco tempo online, mas foi bom porque consegui desligar um pouco do mundo.
2. O navio balança em alguns momentos. Por mais que seja enorme, em algumas áreas do oceano o navio balança, equivale a uma turbulência em vôos, e eu senti, fiquei até enjoada, mas comia toda vez que sentia isso, aí passava! Mas não é nada a se preocupar, não é o tempo todo que balança devido ao estabilizador, e tem tanta coisa acontecendo lá que você esquece que está em alto mar!

Então é isso! Adorei essa experiência, nunca vou esquecer e já estou planejando o próximo cruzeiro. É uma viagem democrática, você vai se divertir com o namorado, com os amigos ou com a família. Tem um mundo enorme lá dentro te esperando!  É uma experiência enriquecedora, totalmente cultural, divertida e porque não, deliciosa?! I had the time of my life!

Fiz um vídeo com os melhores snaps que eu gravei durante o cruzeiro. Aproveitem para conhecer mais um pouco!

Qualquer dúvida é só escrever pra mim no alissa.magalhaes@gmail.com
Continuem acompanhando aqui e nas redes sociais: Instagram 
E no meu Snapchat: alissamagalhaes

Beijos!