dezembro 28, 2017

Resoluções de ano novo 2017 -> 2018 #ModalissaReflete

by , in
Posso dizer que pra mim e para mais um tanto de gente, 2017 foi um ano de mudanças, adaptações, acontecimentos e muito aprendizado.

Sempre na época de transição de um ano para outro, penso na pessoa que eu era 365 dias atrás e em quem sou hoje. 
Quando 2017 começava, eu estava menos madura, com mais expectativas, mais amigos, com responsabilidades diferentes. No fim de 2017 eu estou com mais fé, mais sonhos, menos paciência, mais vivência e com sede de viver novas experiências (sempre estou na verdade.)

Aprendi e vivi na prática que só vale manter relacionamentos na vida (tanto amor como amigos e família) se for leve e te fizer bem. Também aprendi que tudo o que não é bom a gente pode descartar e só ficar com a lição do que foi vivido. Percebi que o tempo pode ser amigo e pode trapacear a gente às vezes, e que só cabe a nós mesmos nos adaptarmos a ele.

Percebi que ser gentil, bem educado e tranquilo com as pessoas só me faz bem, mesmo com aquelas que a gente não gosta da energia e que não têm nada a ver com o que somos. O mundo fica melhor se espalharmos o bem, é clichê mas é verdade, e tudo isso acontece de dentro para fora.

Bairro da Ribeira em Salvador- Ba
Tive a sorte de me sentir cidadã do mundo, viajei para 3 países na minha própria companhia (muito boa por sinal!) e fiz amigos para uma vida inteira! Conheci lugares, culturas, pessoas, costumes e, por isso, me sinto muito mais rica, inteligente e com histórias ótimas para contar e compartilhar por aí.

Me conheci porque tive mais tempo pra mim, me livrei do que e de quem era tóxico para o meu dia a dia, tornei outros laços com pessoas que amo mais fortes, e fui muito, mas muito mais feliz, porque aprendi a escolher melhor o que e quem eu queria que andasse comigo.

Me formei! Encho a boca agora para dizer que sou jornalista e não vejo a hora de viver inúmeras experiências exercendo essa profissão tão linda que me foi dada como dom e ferramenta de mudança de mundo.

Finalmente, fui bem sucedida em alguns projetos, outros acabaram e me impulsionaram a querer outras coisas, perseguir novos e velhos sonhos e olhar pra frente, nunca para trás. Tudo isso me fez aprender que coisas boas e ruins acontecem o tempo todo e a verdade é que a gente só vive bem se aceitar e aprender com o bom e o ruim. Tudo é gratidão ou aprendizado nessa vida.  

E é isso que desejo em 2018, tanto pra mim como pra todo mundo: paz, amor (não se faz nada sem amor), viagens, auto conhecimento, boas escolhas, gente do bem ao redor, crescimento, sucesso, dinheiro e saúde, muita saúde para aproveitar essa vida que é linda e que nos ensina muito a cada dia!

Feliz ano novo (e obrigada por me acompanharem aqui e no instagram!)
Alissa.




dezembro 18, 2017

GOSSIP GIRL: O legado fashion é eterno

by , in
Hello Upper East Siders! Ontem, dia 17 de Dezembro, completou 5 anos que o último episódio de Gossip Girl foi ao ar. A série, uma das minhas preferidas (a preferida!) é atemporal e nunca sai de moda, literalmente!

Para comemorar a melhor série, as melhores histórias e os melhores personagens, vou listar aqui meus 10 looks  favoritos das minhas personagens favoritas: Blair e Serena, afinal, 2017 é o marco dos 10 anos do início da série. 

*E o melhor de tudo: alguns desses looks escolhidos por mim são super possíveis de nós, meras mortais, copiarmos no nosso dia a dia.



Vou começar pela Blair Waldorf que tem um estilo mais parecido com o meu. Ela é mais clássica, preppy, adora uma saia e vestido e looks mais femininos.

Look 1:


A personagem é conhecida por amar cintura marcada e padronagens mais ladylike. Esse vestido que ela usou na 4ª temporada é um dos meus preferidos! Super valoriza o corpo, a cintura e dá aquele ar de feminino sem ficar infantil. 
É super fácil colocar um cinto em um vestido de saia rodada e garantir esse mesmo efeito da foto.

Look 2:


Assim como eu, Blair adora uma estampa floral! Nesse look também usado na 4ª temporada (a melhor em termos de looks na minha opinião) ela fez um mix suave de estampas. Eu adoro a composição blusa+saia rodada. Amo esse!

Look 3:


Camisaria em tecidos leves como cetim ou seda são clássicos e combinam com todas as ocasiões! Amo essa combinação de camisa e saia de cintura alta que ela vestiu na 2ª temporada! 

Look 4:


Blair não usava tantas calças, mas quando usava, arrasava! Adoro os modelos skinny que ela vestia, e esse look acima tá uma elegância só, né?

Look 5:


Pra mim, esse vestido foi o mais bonito de festa de todas as temporadas! Foi da formatura do ensino médio, na segunda temporada. Acho linda essa combinação de dourado com preto, e modelagem tomara que caia com caimento princesa me emociona!

Look 6:


Esse Oscar de la Renta é icônico! Usar esse vestido vermelho alaranjado cheio de drapeados e ainda arrasar não é pra qualquer uma não!

Look 7


Mais um vestido feminino e estampado pra conta! Dessa vez com a meia calça preta por baixo que dá aquele toque menininha. Amo!

Look 8


Shorts de cintura alta em alfaiataria é só amor! Elegantes e charmosos dão um quê na produção. Adoro essa escolha acima.

Look 9


Outra coisa que eu adoro são as blusas mais soltinhas com decotes discretos compostas com saias mais coladas de tecidos mais durinhos. Fica aquele ar businesswoman! Dá até pra colocar um blazer por cima e ir pro trabalho.

Look 10


Tem que ter um pretinho básico né? Eu adoro esse vestido girlie que ela usou na 6ª temporada. Básico e ao mesmo tempo contemporâneo com o plissado na saia. 

Gostaram das escolhas de Blair? Agora vamos para a Serena van der Woodsen que tinha um estilo mais boho, com tecidos fluidos, batas, calças jeans e peças mais longas que acompanham a silhueta.

Look 1


A cara da Serena esse look! Calça jeans e bota de cano alto acompanharam a personagem por quase todas as temporadas e é super fácil de adequar essas peças à nossa realidade. As blusas listradas também estão sempre em alta!

Look 2


Quem diria que um vestido cinza seria tão lindo? Amo essa peça que foi usada para uma Gala na 4ª temporada. A renda e a modelagem são super originais!

Look 3


Cinza de novo! Adoro esse macaquinho grafite que foi quebrado com o casaco todo estampado. Cool!

Look 4


As regatas e batinhas combinadas com saias rodadas (à la Blair) também faziam parte do guarda roupa da golden girl e ela arrasava. Amo esse!

Look 5


Saias rodadas de cintura alta super estavam presentes nos looks de Serena como esse na 6ª temporada!

Look 6


Olha a inspiração de look de trabalho! Saia lápis é super chic e a gente encontra em todas as lojas de departamento!

Look 7


Sempre gostei do jeito que a personagem mistura Blazer com as outras peças! Esse da 2ª temporada é lindo. Me identifico bastante com essa pegada hi-lo, de misturar o caro com o barato, o chique com o despojado.

Look 8


Esse longo preto é o meu preferido de festa de Serena. Amo essa padronagem e o tomara que caia que valoriza o colo!

Look 9


Mais boho que isso impossível, né? Os tecidos mais leves e as estampas mais abstratas e ciganas/étnicas são a cara da S!

Look 10


Esse vestido marsala é um dos meus preferidos porque é o famoso "sexy sem ser vulgar". Adoro como ele valoriza o corpo sem precisar mostrar demais!

E aí, gostaram da minha seleção?
Vida longa a Gossip Girl! Precisamos de um revival e mais looks lindos e inspiradores como esses!

Espero vocês com mais no meu Instagram @alissamagalhaes
Bisoux Bisoux!
dezembro 07, 2017

Sextas-feiras

by , in
Era mais uma sexta-feira. Dia de ir para o colégio de manhã, voltar para casa e começar a aproveitar o fim de semana. Aproveitar o fim de semana, leia-se, ir no shopping, ver um filme, comprar uma roupa nova para usar na social do grupo de estudos da próxima semana.

Como de costume, uma sexta-feira por mês, eu e Mari íamos ao shopping jogar conversa fora, montar alguns looks na Zara, jogar mais conversa fora, coisa de menina. Eu sempre comia um crepe, ela  preferia alguma coisa japonesa. De praxe nossos encontros, nossa sintonia e nossa cumplicidade. Mas naquela sexta-feira em especial, quase não saía de casa porque não queria me abrir, a cabeça estava confusa, o coração apertado, dia de ficar quietinha e calada...
Mas do lado da Mari era impossível ficar quietinha e calada. Sabe aquela amiga que você não consegue esconder nada? É a Mari pra mim. Até quando eu fico quietinha e calada ela arranca de mim o que quer que esteja acontecendo no momento.

Há mais de 2 anos Rodrigo não sai da minha cabeça, e Mari, de todas as minhas boas amigas, é a única que sabia desse meu sentimento sufocador pelo meu melhor amigo. Como lidar com essa angústia sozinha? Não dava. Então Mari estava ali, nas sexta-feiras, me ouvindo falar incansavelmente dele, me dando conselhos, me fazendo rir, pensar e refletir.

Rodrigo é aquele tipo de cara bom amigo, interessante, com aquele ar de bad boy e que não faz muito esforço para ser maravilhoso. Pelo menos era assim que eu o enxergava. Ele nunca soube do que eu sentia exatamente pelo fato de eu não querer colocar em risco uma amizade de quase 5 anos. E Mari concordava comigo, mas dava aquela forcinha: "Calma Fernanda, quem sabe um dia?" para me colocar pra cima, e ela sempre conseguia, mas a verdade é que no fundo ela sabia que ali já era jogo perdido. Gostar do amigo? Não não.

Ilustração: Júlia Mileo/ @mileojulia
Eu nunca entendia o que me atraía no Rodrigo, talvez a fase de vida que eu estava passando, as descobertas, a curiosidade. Mas aquilo já me incomodava, me consumia, não fazia bem. Muito tempo que não o via, afinal eu mudei de escola e ele também. Era só um telefonema ali, uma mensagem de texto acolá.
Eu e minha mania de ficar presa em algo do passado que acho que tem sentido. Boba!

Estava definitivamente pronta para deixar pra lá, me libertar desse sentimento, amadurecer. E em uma bela sexta-feira no shopping com Mari, em mais uma de nossas conversas sérias e engraçadas sobre nossa sabedoria de vida aos 16 anos de idade, percebi um novo universo que eu estava vivendo.

Em um piscar de olhos, percebi que minha vida já tinha mudado e eu que insistia em permanecer no passado, sofrendo, estagnada. Mas a vida em um segundo acontece. E aí? Você se dá conta que existe uma vida para ser vivida. Que precisa caminhar pra frente. Assim, simplesmente. Naturalmente. E foi. Foi o passado. Foi o Rodrigo, que hoje continua um grande amigo. Uma década de amizade existe, e eu agradeço a mim mesma por nunca ter tentado fazer dessa amizade algo mais.

Continuo com o amigo. Agora tenho mais bagagem, mais experiência. E uma certa sabedoria que  não tinha aos 16: tudo passa. Tudo melhora.
Paciência e maturidade são dois mantras de vida trazidos para mim por  meio dessa situação adolescente.

Hoje, muitos anos depois, eu e Mari não temos mais tempo para ir no shopping toda sexta-feira, mas atingimos um patamar telepático na nossa amizade. Sabemos quando precisamos uma da outra e nosso elo continua aquela coisa forte de antes. Mudou mas é igual, sabe? É maduro e especial. Na vida a gente perde pra ganhar. Foi mais uma lição que tirei de uma situação.

Algumas sextas-feiras no caminho e o Caio chegou. Já contei pra vocês sobre o Caio? Acho que não, né? Mas tava ontem falando com a Mari de como ele é charmoso, inteligente, super parecido comigo, adora os Beatles...

*A crônica é um gênero textual que traz histórias sobre o cotidiano. Este texto é fictício, obra criativa e independente.