Hola, Argentina!

Hola, amigos!

Estou recém chegada da minha viagem maravilhosa para Buenos Aires. Como vocês podem imaginar, voltei renovada, inspirada e cheia de memórias alegres!

Obviamente, estou aqui para contar tudo pra vocês sobre a Argentina. Minhas percepções do país, das pessoas, muitas dicas da viagem, roteiro e fotos para vocês ficarem com vontade de conhecer e já irem preparados. 

Vamos?! (Leia-se Bamos! Rs)


Primeiro de tudo, escolhi uma época ótima para ir, entre a primeira e segunda semana de dezembro, sol, pouca chuva e temperatura ótima. O céu só escurece depois das 19h30, então os dias são mais longos, ótimos para fotos!
Passei 7 dias, acredito que a partir de 5 você já consegue conhecer o principal da cidade.

Escolhi o hotel 3 estrelas Mérit San Telmo, fica no bairro de Montserrat no centro, localização MARAVILHOSA, assim em Caps Lock mesmo. Era tão boa a localização que 80% dos passeios foram feitos a pé. Achei esse hotel por pesquisar no Booking bastante e ler os comentários de quem já se hospedou por lá, super dica  viu?!


Os quartos eram ótimos, espaçosos e confortáveis! O prédio apesar de ser antigo, está totalmente reformado e modernizado. Os apartamentos pecam apenas por não terem frigobar e os travesseiros serem altos demais, porém nada que prejudique a experiência. 

O café da manhã é o mesmo todos os dias, eles não tem como costume a nossa variedade brasileira, porém as Medialunas (croissants argentinos) são coisa de outro mundo. Gostei muito e comi todos os dias!

Diferentemente da eurotrip do ano passado, dessa vez não viajei sozinha, fui com uma amiga e ainda encontrei com outra lá alguns dias depois. A viagem fica ainda mais divertida quando temos com quem compartilhar as memórias!

Depois de reconhecermos o território no dia que chegamos, começamos nosso primeiro dia de tour:


Fomos andando do hotel até a Casa Rosada, coisa de menos de 10 minutos, super lindo! Dá para tirar fotos lindas na Plaza de Mayo e explorar as redondezas.


É bem legal caminhar pela Avenida de Mayo também (andamos todos os dias por lá) é bom pra comer, pra comprar e você sente bastante a vibração da cidade.



Mais tarde fomos para o lugar que eu mais estava ansiosa para conhecer: O Caminito.

DICAS IMPORTANTES:
Sobre transporte:

Pegamos o ônibus 64 na Avenida de Mayo para ir e para voltar. É necessário comprar e carregar o cartão do Subte (metrô) que funciona como uma integração, você utiliza no metrô e no ônibus, dinheiro não circula. É bem barato transporte por lá! O cartão foi 65 pesos (mais ou menos 7 reais) e cada passagem sai por média 15 pesos (menos de 2 reais).


Minhas melhores fotos foram no Caminito que é uma rua que fica no bairro La Boca, perto do estádio do Boca Juniors, o La Bambonera.

O Caminito é super colorido, o típico local turístico com gastronomia de primeira (e cara!) e boas lojas para comprar souvenirs e principalmente doce de leite e alfajors mais baratos!

Posso assegurar que vale à pena, comprei o Doce de Leite Cachafaz (experimentei vários, para mim esse foi o mais gostoso) por 180 pesos (menos de 20 reais) e várias caixas do Alfajor Madero (meu preferido também!). Nas ruas "normais" de comércio esses itens são mais caros, confirmei isso ao longo dos meus dias por lá.








É importante ficar atento às imediações do Caminito, o bairro La Boca é mais perigoso, é possível notar a insegurança ao se afastar da área turística, então recomendo a visita apenas na parte movimentada. Cuidado é sempre bom, né?

DICAS IMPORTANTES:
Sobre dinheiro:

Quanto levar?
*Levei 7 mil pesos, Mil por dia. Funcionou para o meu estilo de turismo, se vai funcionar pra você vai depender basicamente do que você gosta de comer e comprar e se quer assistir às apresentações caríssimas de Tango. Houve dias que comi bem e comprei mais, portanto gastei mais, por outro lado alternei bastante entre o fast food e fiz muita coisa a pé, o que me fez economizar bastante em outros dias. No final, fiquei com um saldo de 500 pesos que gastei na volta no duty free. Foi uma viagem econômica!

*Levei 4 mil pesos do Brasil (R$600) e comprei 3 mil pesos no Aeroporto Ezeiza no Banco de la Nación (R$350). Vale muito mais à pena trocar o dinheiro na Argentina, porém não chegue lá sem nada!

Vamos para o próximo dia de turismo!

Fomos, mais uma vez a pé, a região da Plaza de la República onde fica o Obelisco, o BA e a Avenida 9 de Julio, Corrientes e San Nicolás, ótimas para compras!






DICAS IMPORTANTES:
Sobre compras e alimentação:

*É importante pesquisar e andar bastante antes de comprar, a economia complicada e a inflação horrível da Argentina podem te enganar e o mesmo produto pode ter preços diferentes a depender do local. Por exemplo, 1 peso é 0,10 centavos, mas um prato executivo de comida é em média 250 pesos, ou seja, mais de R$25. Portanto, os preços são equivalentes aos nossos aqui do Brasil, não ache que lá é mais barato por causa da moeda desvalorizada.

*Vale à pena comprar chocolates, algumas peças de roupas em promoção, itens de maquiagem, alfajor, doce de leite, vinhos  e peças de couro (muito baratos!) e os souvenirs, obviamente.

*Vale comer em restaurantes principalmente os pratos com as carnes, gostei muito das massas e temperos também! Pratos individuais variam entre 200 e 350 pesos, e existem várias opções para 2 pessoas a partir de 450 pesos.
Outra coisa importante é a taxa obrigatória de serviço de mesa por pessoa dos restaurantes, eles servem uma entrada para acompanhar o prato principal, não é caro, paguei 40 pesos.  Porém fast food salva pela praticidade, um combo do McDonalds por exemplo, custava 160 pesos, em torno de R$18. Starbucks também foi um lugar que (amo) e comi à noite todos os dias, uma medialuna e um chocolate quente saíam por 200 pesos!

*Além da Avenida Corrientes, de Mayo e 9 de Julio, um outro lugar maravilhoso para comprar foi a feirinha de San Telmo que falarei mais abaixo.

Restaurante Viejo Alsina em frente ao meu Hotel

Agora vamos direto para o Puerto Madero, lugar mais chic com vários restaurantes (programa de pessoas mais velhas) que fica aos arredores da Casa Rosada, também fui andando e adorei o visual do lugar.

Ótimo para ir no fim da tarde e admirar a vista do Rio da Plata e tomar um sorvetinho nos arredores!




Agora vamos para a Feira de San Telmo, no bairro homônimo, que é ótima para comprar couro, lembranças e até roupas e itens de decoração. Também fui andando (uns 15 minutos) do hotel e comprei cinto de couro, caneca, um pingente de prata com uma pedra rosa argentina super famosa e ainda tirei foto com a estátua fofa da Mafalda (depois de esperar uns 20 minutinhos na fila!)

A Feira só acontece aos domingos e super vale à pena conhecer, é enorme!!




Depois da feirinha, fomos na Calle Florida, ótima para comprar, fica perto da Av de Mayo e Av Corrientes, achei peças de roupas ótimas por lá!

De lá, fomos conhecer outra área do centro. Entramos no Teatro Colón (mas não fizemos o tour, custava 600 pesos, achei caro!) e de repente vimos e pudemos assistir à uma gravação de um filme na rua (acontece muito em Buenos Aires, por lá o teatro e o cinema são super fortes!), além de passearmos mais e conhecemos uma pracinha verde super fofa e inspiradora, comum na capital argentina!

Fiz a festa nessa loja ao fundo!




Teatro Colón
Plaza Levalle

Na segunda-feira fomos conhecer os bairros vizinhos Recoleta e Palermo, por serem mais distantes, o metrô foi essencial para chegarmos!

São bairros nobres marcados por praças verdes, jardins, o cemitério famoso e lindo em arquitetura da Recoleta e muito mais!

Vamos  começar pela Recoleta, onde conheci o túmulo de Evita, comi o famoso sorvete de Dulce de Leche da Freddo e vi cenários lindos cheios de flores!

Cemitério da Recoleta



Doce de leite e Baunilha, 100 pesos



Logo depois de sair da Recoleta, após pegar um ônibus, fui conhecer o Jardim Japonês no bairro Palermo. É um jardim lindo, onde a gente tem aquele contato forte com a natureza. Eu amei! 120 pesos para entrar.







No dia seguinte estava chovendo muito! Nos momentos que a chuva cessava, passeamos mais e compramos souvenirs que deixamos para o último dia mesmo. Mais tarde encontramos com mais duas amigas e curtimos a área do centro, tiramos fotos e obviamente, comemos nos Starbucks!

ÚLTIMAS DICAS/OBSERVAÇÕES:

*É importante estar atento aos semáforos, tanto os pedestres como os motoristas não respeitam muito, é meio louco o processo/tráfego, esteja esperto!

*Espanhol não é fácil! Aprenda algumas palavras antes de ir, o "portunhol" não ajuda tanto assim, pura ilusão. Eu só sou fluente em inglês, então tive momentos de desespero com a língua, rs, mas nada que atrapalhasse muito!

*Me senti segura a todo tempo praticamente, os locais são bem policiados em todas as horas!

*Os argentinos são super solícitos e simpáticos, precisei de muitas informações e era só perguntar. Hermanos mesmo, temos que nos respeitar e unir e deixar de lado rivalidades!

*Buenos Aires é planejada, fácil de andar, organizada, limpa... uma inspiração para o nosso país!

*Não deixe de experimentar as empanadas, as medialunas, chocolates, doce de leite, sorvetes, carnes e alfajores!

Comprei meu pacote pela CVC e fiz os passeios por conta própria como vocês puderam perceber. A viagem (hotel, passagens aéreas, seguro e bagagem) custou R$1750, como o dinheiro que gastei para comprar os pesos foi R$950, o total da viagem ficou por R$2700, preço maravilhoso de Black Friday!

Foi uma viagem maravilhosa! Andei muito, fui eu mesma cidadã do mundo, senti a cidade, aprendi bastante sobre a vida, sobre as pessoas e sobre uma nova cultura, e construí mais um capítulo no meu mapa pessoal. Amei e recomendo!


Hasta Luego, Argentina!

Veja mais fotos e dicas nos meus Destaques, Stories e Feed do Instagram @alissamagalhaes
Se tiverem mais dúvidas e quiserem mais respostas falem comigo pelo direct do Instagram ou pelos comentários aqui do post!

Besos!

Nenhum comentário:

Postar um comentário