Recife pelos olhos de uma soteropolitana: Explorando o nordeste

Julho é um mês mais que especial pra mim: meu aniversário, aniversário de namoro, férias...Só coisa boa! Tudo isso pensado, escolhi conhecer Recife para comemorar esses acontecimentos, e também porquê precisei resolver a questão do meu visto americano (yay! conto sobre isso no próximo post!) 

Hoje, vocês vão saber tudo sobre a minha viagem para Recife, o que fazer, onde comer, planos, organização, preços, e tudo mais!

(Praça Rio Branco, Marco Zero)
Quando viajo, a primeira coisa que eu faço é uma pesquisa de lugares que eu tenha interesse em conhecer da cidade, e depois disso, monto um cronograma com os horários e planos para cada dia da viagem. Isso facilita a organização, e dessa forma eu conheço tudo o que planejei conhecer.
É importante também já ter anotado os endereços dos pontos turísticos, e ter conhecimento dos valores a serem pagos por museus, por exemplo.

Essa viagem durou 4 dias, e posso dizer com toda a certeza que foram dias muito bem aproveitados! (Fiz tudo o que estava na lista!)

1º dia:
O primeiro dia em uma nova cidade é sempre o mais tranquilo. É bom para conhecer as redondezas do bairro onde você vai se hospedar, o hotel, etc.
Me hospedei no Recife Praia Hotel, na praia da Boa Viagem, no bairro do Pina. Amei o hotel, e o meu quarto tinha a vista mais incrível de todas! É maravilhoso chegar com essas boas-vindas:

Sim, eu acordava todo dia e via isso! Um sonho!
Cheguei ainda pela manhã,  foi o tempo de sair do aeroporto, pegar o carro alugado (impossível rodar Recife sem um carro alugado! É mais econômico do que pegar táxi por lá, sem contar que os lugares são um pouco distantes uns dos outros), fazer o check-in no hotel e ainda tive o dia todo pela frente.

Aproveitei o primeiro dia para almoçar no Shopping RioMar (Av. República do Líbano, 251 - Pina, Recife - PE, 51110-160) e para curtir um pouco a piscina do hotel.

Chapéu Opção 49,90/ Óculos Ruffins 209,90/Top crochê 69,90/Calcinha 29,90
Na avenida Boa Viagem  venta muito! É impossível seus cabelos e roupas não voarem, confesso que isso me incomodou muito! Mas a paisagem compensou. 

Depois de descansar após o voo e o pequeno tour de carro pelo bairro, eu e meu amado nos preparamos para jantar. O restaurante escolhido do dia foi a hamburgueria artesanal Saturday's The Original Hamburger (Av. Parnamirim, 416 - Paranamirim, Recife - PE, 52060-000). 


O lugar tem um cardápio diversificado, tem um bom preço e no geral foi bom! Boa experiência. Você consegue comer bem com menos de 30 reais. Estudantes agradecem!

Esse foi o look que eu usei nessa noite. Arrumado, mas cool, bem turista!

Cropped e Short Express Fashion 49,90 e 59,90/ Salto Eggos Shoes R$99
 Minha primeira impressão nesse primeiro dia foi:
- Cidade legal
- Boa hospedagem
- Boas opções para comer à noite!

2º dia:
O segundo dia foi muito especial! Tiramos o dia para conhecer o Bairro do Recife/ Recife Antigo. que corresponde ao centro histórico da cidade. É o lugar para respirar história, arquitetura, diversidade...
O bairro, de fato, tem uma pegada mais antiga, e algo que eu reparei em Recife é quantidade de pontes que cortam e dividem a cidade! Passeamos pelas ruas, e isso me fez lembrar bastante do clima do Pelourinho aqui de Salvador, tem gente tocando tambor, etc...

Eu e alguém que deve ter sido bem importante
   
Cropped Opção 39,90/Saia The Planet 69,90
Um lugar que eu fiquei encantada foi o Paço Alfândega (R. Alfândega, 35 - Recife, PE, 50030-030). É um shopping, mas longe das convenções. É charmoso, tem opções de entretenimento, um museu egípcio dentro, uma decoração linda e intimista, fora a vista que é maravilhosa:

Vista inspiradora!
Um charme!
Museu Egípcio
Vale muito a pena conhecer gente! A energia do centro da cidade é única! Eu adorei.

Mais tarde no mesmo dia, fomos conhecer a pizzaria Prima Deli (Av. Conselheiro Aguiar, 2217) que é bem chic e os preços são mais altos. Mas a pizza é uma delícia e o lugar também!


E o look escolhido foi esse abaixo. Tô bem na onda das listras, preto e branco...

Camisa Zara R$69/Saia Couro Fake R$ 55/Salto Eggos R$99
Minha impressão do dia 2: 
- Amei o centro!
- Paço Alfândega é lindo.
- Recife realmente tem boas opções para comer de noite

3º dia:
Se o segundo dia foi especial, o terceiro foi maravilhoso! Começamos no shopping RioMar, que por sinal, é um lugar bastante legal, estratégico e prático para o almoço e que também tem uma vista linda da cidade:
Vista do shopping riomar
Depois dali, fomos para um lugar inacreditável de tão lindo: a Oficina Cerâmica Francisco Brennand (Rua Diogo de Vasconcellos, S/N, Várzea), que é longe, tem um acesso muito complicado, mas que valeu a viagem toda a pena! Os ingressos para entrar custam 15 e 8 reais.

Grandioso de tão lindo!
Definitivamente, ir a esse museu a céu aberto resulta em um passeio lindo e surreal ao mesmo tempo. É uma grande exposição de construções e esculturas feitas a partir da arte sexual. Além de ser uma antiga fábrica de cerâmica e um espaço cheio de verde! Dedique pelo menos 2 horas do seu dia para conhecer tudo, é bastante coisa!

Diferente, né?
 
Dentro desse casarão tem pinturas lindíssimas!

Esse lugar me deixou completamente inspirada! Nada melhor do que conhecer um lugar que você não fazia ideia que existe, e captar toda a energia possível!


 
Uau!
  
Cropped de Mangas/ Saia Jeans Zara R$99/ Bolsa Schutz R$799

Deu pra perceber como esse lugar é especial, né? Espero que vocês tenham a oportunidade de conhecer! É realmente inspirador, eu amei!

Mais tarde, no mesmo dia, fomos jantar em uma pizzaria linda e barata! É a Pizzaria Macunaíma (Av. Eng. Domingos Ferreira, 2045 - Boa Viagem, Recife - PE, 51011-051) que tem uma pizza ótima, o rodízio de pizzas, massas e crepes sai apenas por 25 reais!

Lindo!
O look escolhido para a noite foi esse:

Cropped de mangas R$89/Saia Luigi Bertolli R$60/ Salto Eggos R$99
Impressão do 3º dia:
- A arte brasileira inspira!
- Recife tem comida boa e barata!

4º dia:
O quarto dia começou um pouco chato. Alerta Vermelho! Resolvemos conhecer Olinda que fica apenas a 15 minutos de Recife, mas não gostei da recepção que tivemos. Guias mal educados literalmente correm atrás dos carros, batem nas janelas e praticamente impedem você de entrar na parte histórica da cidade sem pagar e sem a presença deles com você. Desrespeitoso e ridículo! Negamos o que eles "ofereceram" e fomos mais para frente achando que iríamos conseguir estacionar e fazer o passeio sem ninguém nos importunando. Achamos um bom lugar, calmo, e de repente atrás de nós, correndo, vem outro guia tentando nos fazer pagar uma taxa que nem obrigatória é! Ficamos bastante chateados e saímos da cidade sem conhecer praticamente nada! Não recomendo Olinda.

Passado esse momento chato, fomos para o Marco Zero (Praça Barão do Rio Branco, Av. Alfredo Lisboa, s/n - Recife, PE, 50030-150) que venta demais, mas tem uma paisagem linda e uma feirinha de artesanato local muito charmosa!

 


 
Muita coisa linda!
Mais tarde nesse mesmo dia, fomos para o lindo Instituto Ricardo Brennand (
Alameda Antônio Brennand, s/n - São João - Várzea, Recife - PE, 50791-904) que funciona de terça a domingo, os preços são 12 e 25 reais. Indico a ida no início de cada turno, porquê um pouco mais tarde as filas ficam enormes!

É um lugar muito especial! Foi eleito pelo segundo ano consecutivo como o melhor museu da América do Sul. Vale demais conhecer!

Lindo!

Dentro do castelo é possível ter contato com armaduras, armamentos, espadas... Um tipo diferente e interessante de arte!


 
hehe
 
Estão sentindo como é lindo?
Blusa e Bolsa Opção R$ 59 e R$69/ Short-Saia Express R$39/ Sapatilha R$49/ Óculos RayBan R$550

Bom gente, esse foi o último passeio É um lugar de Recife que tem que ser conhecido! De lá, fomos direto para o Aeroporto e voltamos para Salvador. O quarto dia foi muito legal e bonito! Me diverti e conheci coisas muito enriquecedoras. Fora a manhã chata em Olinda, tudo certo!

Conclusões de Recife:
- Uma viagem para Recife sem falar das praias? Acreditem em mim, tem muito mais do que praia como vocês viram acima. Aprendi que tem muita arte, muita coisa interessante no nosso país que precisamos conhecer e nada tem a ver com água salgada e areia.
- Me senti de fato no nordeste. Sei que moro em Salvador e Salvador também é nordeste, mas o povo de Recife tem um sotaque tão fofo e característico que me senti de fato em solo nordestino.
- Recife é bonita, mas é suja. Gente importante de Recife: limpem a cidade linda que vocês têm!
- O trânsito é chato e os semáforos fecham rápido demais.
- Recife é cheia de contrastes! Ao mesmo tempo que você se sente segura em um bairro, você de repente entra em uma rua que precisa sair na hora!
- De todos os lugares que eu fui, voltaria com certeza na Oficina Cerâmica Francisco Brennand e no Paço Alfândega.
- É uma viagem barata. Hotel, aéreo e carro saem por menos de Mil reais (fizemos pela CVC)! Com alimentação e taxas, com aproximadamente R$1.300 você faz uma viagem feliz e tranquila de 4 dias por lá como eu fiz.

Foi ótimo! Obrigada Recife!
Tirei tantas fotos lindas por lá que foi impossível colocar tudo aqui. Estou postando aos poucos lá no instagram. Espero que vocês tenham gostado e se inspirado! Foi uma viagem linda.

Beijos viajantes!


Nenhum comentário:

Postar um comentário