Reflexão: Motivação para escolha da profissão

Nossas escolhas definem quem somos. Possivelmente, você já ouviu essa frase em algum lugar. Concorda com ela? 
Talvez, nossas escolhas definam a fase que estamos passando, o desejo que temos dentro de nós, a ânsia que nos faz caminhar em busca de nossas vontades. Se as escolhas definem quem somos, não posso dizer com certeza, afinal estou passando por muitas escolhas agora. Acho que sempre passaremos! Mas, com certeza, as escolhas são ações que fazem toda a diferença na nossa vida.

É injusto que tenhamos que fazer a escolha profissional enquanto estamos na fase adolescente. Mas, a parte boa, é que se a primeira tentativa der errado, temos segundas, terceiras, quartas... A verdade é que não tem idade. Se tem vontade, já é um começo, ou recomeço.

Com a reta final da minha faculdade de Jornalismo se aproximando, comecei e refletir sobre as escolhas que me trouxeram onde estou agora. A escolha profissional é talvez a maior escolha na vida de um ser humano. É vontade e responsabilidade juntas. Confesso que minha decisão por Comunicação foi feita facilmente, sempre gostei de escrever, de falar, de comunicar. Eu tinha 14 anos quando escolhi meu curso e nunca mudei de ideia. Mas não ache que eu nunca pensei em outras opções! Quando somos jovens, muitas coisas passam pela nossa cabeça. Não é porquê você é uma só pessoa que vai se encaixar em uma só profissão. Eu vou ser uma jornalista, mas também seria uma psicóloga, uma fisioterapeuta, uma administradora, uma atriz, então é importante abrir o pensamento e deixar o casulo se romper.

O segredo é se escutar. Escutar o que vem de dentro, o que fala mais alto, o que faz o coração vibrar. A motivação vem da vocação. Se preciso, faça todos os testes vocacionais existentes na internet, converse com mil terapeutas, mas nunca esqueça que a resposta está sempre do seu lado, é só despir a alma e tudo fica mais claro. Por outro lado, não ache que a pessoa que você era há um ano, continua sendo agora. Não se acomode nos ideais, caminhe junto a sua evolução. Perceba quem você é, se conheça, se auto-reconheça nas coisas. Não se iluda! Faça o que você, e mais ninguém, sabe que é o melhor, e tenha ciência de suas capacidades emocionais e físicas. Tenha certeza que funcionará na prática o que já funciona no campo das idéias. Seja consciente de você mesmo! Isso vai ajudar bastante na escolha profissional, independente da sua falta de experiência de vida.

Hoje, com 21 anos, sou feliz por todas as escolhas profissionais que venho fazendo. Decidir é bom. Escolher é sinal que estamos prestando atenção em nós mesmos, no papel que queremos ter diante do mundo. Se você é jovem, ou se está recomeçando, nunca esqueça de ser sempre fiel a você mesmo e ter o pé no chão, ser realista. Sonho+Realidade= Escolha perfeita.

Foto: www.jovemexecutivo.blog.br




Nenhum comentário:

Postar um comentário