Gilmore Girls - Série Original & Revival Netflix (Resenha Crítica)

Hoje o papo aqui é sobre televisão, uma das minhas paixões. Minha escolhida do dia é uma das minhas séries preferidas de todos os tempos: Gilmore Girls!

A série americana foi ao ar entre 2000 e 2007 e em 2016 um revival foi lançado no Netflix para a alegria dos fãs! Hoje vou falar meus pensamentos sobre a série original e sobre o revival pra vocês!

*Esse post vai conter muitos spoilers, então recomendo você ler se já souber tudo e for fã ou se você é curioso e está assistindo e quer se preparar para os próximos acontecimentos!

foto: hollywood reporter

Série Original:

A história é de uma mãe e uma filha que moram em uma cidade chamada Stars Hollow nos Estados Unidos, mas não tem nada de tradicional nesse cotidiano familiar. Costumo dizer que Gilmore Girls, pra mim, é uma mistura de comédia e drama, roteiro genial e leveza, diálogos inteligentes e simplicidade.
Lorelai (a mãe) e Rory (a filha) só tem 16 anos de diferença de idade, e com isso uma relação de amizade forte e momentos engraçados são super presentes durante todos os anos da série.
Tudo começa com Lorelai com 32 anos e Rory com 16 e basicamente conta todos os acontecimentos das vidas das duas: escola, faculdade, trabalho, amores, brigas, conflitos familiares, drama e humor.

Vamos para os personagens principais para vocês entenderem:

foto: pinterest
Lorelai Gilmore é uma mulher de humor pitoresco, esforçada, que galgou seus próprios degraus na vida e começa a série com uma vontade de construir seu próprio negócio.
Ela vem de família rica, mas como engravidou na adolescência, sai de casa e busca arrumar seu próprio destino fugindo dos pais super protetores e chega em Stars Hollow, a cidadezinha mais fofa e especial do mundo das séries de tv.
Tem o sonho de encontrar o amor e ser feliz, mas não tem muita sorte com isso.

foto; pinterest
Rory Gilmore, apelido usado porque na verdade é Lorelai assim como a mãe, é uma jovem inteligente, leitora voraz, que sonha em estudar em Harvard e ter sucesso no futuro como jornalista (Será que me identifiquei?).
Os 3 relacionamentos que Rory tem durante a série são super importantes para a trama. Eu amo!

foto: the collective
Luke Danes é o dono da lanchonete de Stars Hollow e super amigo de Lorelai. Solteirão e de personalidade forte, faz toda a diferença na rotina da cidade e de Lorelai no decorrer dos anos.

foto: gilmore news
Agora o casal mais lindo desse mundo: Emily e Richard Gilmore. Sou completamente apaixonada por eles! Os dois têm personalidade difícil e vivem em conflito com a filha Lorelai e têm um relacionamento super fraterno com Rory.
Eles são cruciais durante toda a série e eu amo a delicadeza, emoção e força que estão presentes em todas as cenas deles.

Preciso resumir os personagens já que isso é uma resenha crítica, mas basicamente Gilmore Girls é uma história familiar e simples como não se vê nas séries de hoje em dia. Me sinto em casa assistindo e amo a singularidade de cada episódio.
Só pra vocês terem ideia, a série foi ao ar no Netflix em 1 de Julho (meu aniversário, já gostei né) e eu assisti os 7 anos em 6 semanas, meu recorde! E até hoje, volta e meia reassisto e amo ainda mais.

Vamos para a minha parte preferida: Os relacionamentos de Rory, por ordem cronológica.

foto: us weekly

Rory e Dean:
Dean é o cara mais fofo, atencioso, apaixonado e devotado. Também é o cara mais ciumento, grudento e controlador. O relacionamento deles é o mais puro e mais inocente que Rory teve. Eu fui #TeamDean por muito tempo, mas depois percebi que o relacionamento deles foi uma fase que ambos precisaram passar e que no íntimo eles não tinham tanta coisa em comum e as ideias para o futuro eram divergentes.
Rory tem 2 momentos com ele, o primeiro na adolescência como primeiro amor e o segundo como um revival para eles terminarem de viver o que não viveram antes, como a primeira experiência sexual, por exemplo. E eu achei justo a primeira vez de Rory ser com um cara que super amava ela, apesar de ele estar casado na época, o que foi patético.
Ainda assim, foi o namorado mais romântico de todos. A história deles é muito fofa!

foto: fanpop

Rory e Jess:
Nunca gostei desse namoro. Jess, sobrinho de Luke, começa como um bad boy, daqueles bem revoltados e Rory se interessa até mesmo porque seu namoro com Dean é monótono e alcança uma rotina meio sem graça. Mas não dura tanto! Jess bem rebelde acaba tomando decisões que Rory não se identifica. Eu concordo que ele foi necessário e importante para Rory se situar psicologicamente quando se perdia, que ele ajudou bastante ela a se encontrar como pessoa e que ele amadureceu com o tempo. Por outro lado, não era um relacionamento com romance, companheirismo, ele foi tipo um marco, que na minha opinião não era material para futuro, tanto que Rory se arrepende de ter terminado com Dean em detrimento de Jess e aí acaba tendo um segundo namoro (super justo e necessário) com Dean como eu disse acima.

foto: mtv
Rory e Logan:
Sou declaradamente #TeamLogan. Pra mim, ele é o pacote completo. Era imaturo e fez umas besteiras no início, mas foi a relação mais madura de Rory e foi com ele que ela aprendeu, realmente se apaixonou e amou e construiu uma história de 3 anos. Além de ele ser super interessante, destemido e maravilhosamente bonito, né? Acho Matt Czuchry o máximo como ator!
Eles tem momentos lindos de amor, paixão e amizade. E também o fato dos dois se conhecerem na faculdade e aliarem vida pessoal com profissional contou muito para crescerem, sem contar que Rory consegue transformar sem esforços um cara inconsequente no cara mais romântico e fofo de todos. O que Rory precisa Logan tá lá, apoiando. Ele faz dela sua prioridade e eu acho isso lindo. Outra coisa boa é a diversão dos dois. Amo a rotina deles em Yale, In Omnia Paratus, as festas com Colin e Finn e a Life & Death Brigade. É genial!
O problema dele é o timing errado, não era pra ter pedido Rory em casamento quando ela tinha 22 anos (fim da série), ali o namoro acabou enquanto os dois ainda se amavam muito.
Sou Team Logan all the way!

foto: m de mulher

Outra personagem genial, minha preferida, é Paris Geller de Liza Weil. Ela começa como inimiga de Rory no ensino médio e depois vira uma amiga super peculiar que a acompanha até Yale. Dividem redação de jornal, apartamento, conselhos amorosos, muitas brigas e momentos engraçados.
Uma das personagens mais bem escritas, com humor sagaz e muita inteligência.

foto: buddy tv
Kirk é uma coisa de outro mundo. Meus momentos de gargalhada assistindo se devem a ele. A interpretação, as cenas e o roteiro dele são inexplicáveis de tão engraçados;

foto: confraria cultural

Michel e Sookie são os parceiros e melhores amigos de Lorelai na pousada  Dragonfly Inn que é uma grande conquista na vida dela. As cenas e importância deles são perfeitas, eu adoro!



foto: gilmore girls brasil
Babette e Miss Patty representam Stars Hollow pra mim. A questão de a cidade ser única e super família!

foto: hellogiggles

Agora os relacionamentos de Lorelai: Christopher (foto acima) é o pai de Rory e é com quem Lorelai vive de términos e voltas e bad timing. Ele é um personagem que eu adoro. Imaturo, mas cresce bastante durante a série. Ama Lorelai, eles compartilharam carinho e até amor, mas as coisas comuns que um casal precisa ter eles não têm. Eles se casarem fez todo o sentido pra mim, porque fez com que eles percebessem que funcionavam melhor como amigos. Então achei ótimo que tudo entre eles ficou como uma boa amizade!

foto: heroes & heartbreakers

Lorelai e Luke formam o tipo de casal que a gente torce muito tempo pra dar o primeiro beijo. Só achei chato ter que esperar 4 temporadas pra ver os primeiros momentos românticos dos dois. É um casal super fofo, companheiro, cheio de paixão, mas os problemas deles vêm com a má comunicação, principamente de Luke que não sabe tanto como agir.
A melhor escolha para Lorelai, claramente.

Vamos para as constatações da série original:
- Gilmore Girls é uma das melhores criações em roteiro no mundo das séries de tv americanas.
- A história de família é verdadeira, sem fantasias, com diálogos e emoções bem genuínos
- Os 3 namoros de Rory deixam a série mais interessante e tem um papel muito importante na vida de Rory 
- Rory estuda, é focada e acho que ela deveria ter tido mais sucesso ou pelo menos direção no jornalismo depois que se formou na faculdade
- Pelo fato dos criadores da série estarem afastados na sétima temporada, Luke e Lorelai não tiveram o final merecido e eu me senti com um tapa na cara. Odiei porque Lorelai merecia um final de contos de fada e não apenas um beijinho de reconciliação.
- Queria um final mais prático para Logan e Rory no final como um namoro à distância, uma tentativa, etc e não um ultimato
- O povo de Stars Hollow é tão especial e único!! Já falei isso, mas eles fazem a diferença que traz graça e leveza em cada episódio. As reuniões, as festas no Gazebo, etc...
- A série me fez rir, chorar, me emocionar, ficar com raiva, mas acima de tudo, fez com que eu me apaixonasse! Amei demais e recomendo à todos.

Revival Netflix:

God Bless Netflix! Gente, quando eu soube desse revival e que praticamente todo o elenco original iria estar presente foi uma emoção. É super difícil no mundo do showbiz conseguir reunir vários atores no mesmo período, ainda mais depois de 9 anos né? Os fãs agradecem!

Os novos episódios responderam minhas perguntas, e me emocionaram bastante. A temporada foi dividida em 4 episódios, e cada um se passava em uma estação do ano. Vamos para a análise!

foto: time

- O primeiro episódio, Inverno, foi bem emocionante por ter sido o início de tudo. Ver todo mundo, a cidade, me bateu uma nostalgia e eu achei as atuações maravilhosas. Achei bem delicado começar com diálogos de temporadas passadas. Além disso, os atores conseguiram incorporar seus personagens muito bem depois de tantos anos!
- Stars Hollow continua especial e muito pitoresca
- O novo curta-metragem de Kirk foi um dos melhores momentos (o ooober também!)
- O episódio Primavera teve bons momentos, mas não gostei como as sessões de terapia de Emily e Lorelai foram exageradas
- Os fãs estavam esperando muitas coisas, e vários momentos sem importância aconteceram como o musical interminável no episódio Verão

foto: gilmore girls brasil
- As homenagens a Richard foram lindas, chorei várias vezes!
- Rory estava meio perdida em relação a profissão e à vida amorosa. Teve um namorado nada a ver que ela sempre esquecia de terminar o namoro, saiu casualmente com um cara pela primeira vez, e não conseguia se decidir nem seguir um rumo certo no jornalismo. Achei isso ridículo, ela sempre foi sinônimo de competência e responsabilidade e ter 32 anos e não ter conquistado nada foi inaceitável
- Lorelai também estava perdida em relação ao amor, mesmo estável com Luke, a vontade de casar sempre esteve presente

foto: hollywood life
- Adorei as participações dos 3 namorados. Logan, para minha felicidade, esteve presente em todos. Jess em 3 e Dean em 1 episódio.
 - Rory mesmo com um "namorado", mantém um relacionamento aberto com Logan por motivos de vidas diferentes, mas o amor é o mesmo de anos atrás (muito fofo)
- Não gosto do fato de ele estar noivo com uma mulher que não gosta, mas foi pra deixar claro o lado Huntzberger (única coisa que atrapalha o relacionamento dele com Rory de voltar a ser sério)
- Jess participou da maneira que eu sempre gostei, trazendo Rory de volta a realidade e dando a ideia de ela escrever um livro sobre a vida dela com Lorelai. Rory claramente não tem sentimentos amorosos por Jess, mas ele ainda sente no mínimo uma nostalgia. Achei fofa a cena final que ele observa ela  de longe com uma espécie de saudade, mas ela nunca demonstrou o mesmo. Ele existe para fazer ela crescer profissionalmente, não para viver junto com ela (desculpa aí Team Jess)
- Pelo contrário, ela ainda vê Logan como porto seguro e ainda é apaixonada por ele ,o que faz todo sentido por eles terem compartilhado uma relação mais contínua e madura e terem terminado a série original ainda amando um ao outro
- A cena de Dean é só amor! Jared Padalecki se ausentou devido sua série Supernatural, então a cena dele foi um fechamento especial. Ele e Rory se encontram no Doose's (onde tudo começou) e Rory diz que ele foi o melhor namorado do mundo e que ela gostaria até de ter conhecido ele mais madura, mas que tudo o que ela é hoje deve-se à experiência que eles tiveram juntos. Amei amei!

foto: cosmopolitan
- As cenas de Paris são maravilhosas e amei o throwback em Chilton. Só não gostei de ela e Doyle terem se separado depois de anos de casados!
- Uma das melhores cenas de todas foi a Brigada da Vida e da Morte com Rory, Logan, Colin e Finn. Bateu um saudosismo! Foi super especial e bonito.
- A reinvenção de Emily foi espetacular. Merecido!
- Adorei rever Hep Alien
- Esperava mais da participação de Sookie e Christopher, mas tudo bem
- O fim de Lorelai e Luke casando no Gazebo foi tão linda! E mais fofo ainda foi Kirk ter planejado tudo
- E por fim, as 4 últimas palavras "Mãe, oi?, Tô grávida" pra mim foi o fechamento perfeito. O filho, provavelmente é de Logan pra manter um elo eterno entre eles, já que claramente Rory não vai ficar com nenhum ex-namorado (o que eu acho chato, porque acho o amor dela e Logan super lindo e puro), mas Amy Shermann-Palladino não vai querer um final certinho devido às guerras entre os fanboys.
-Não acho que Logan seria o Christopher de Rory e Jess o Luke. Vejo Logan como um Richard e Jess como um amigo legal. Apesar de Rory e Lorelai serem parecidas, elas são pessoas bem diferentes nesse quesito amoroso.
- Não acho que deve ter continuações. Acho que foi o final perfeito, assim cada fã pode imaginar uma continuação do jeito que quiser, até porquê existem várias interpretações diferentes dos acontecimentos.  A minha é: Rory e Logan felizes formando uma família, voltando a viver em Nova York como os tempos da temporada 7, com sucesso profissional e filhos. Lorelai feliz com Luke, e expandindo a pousada!

foto: buzz boom box

E aí, concordam? Esse revival foi lindo, teve suas falhas, mas foi especial e eu me senti justiçada, ainda mais pela grande participação de Logan. a virada de motivação profissional que Rory teve e o final feliz de Lorelai! Tem gente que gosta de dizer que Lorelai e Rory não deveriam ter suas vidas resumidas em "garotos", também acho que não, mas o amor faz parte das duas fortemente e acho que elas merecem um final cheio de sentimentos bons.
Super aprovei o Revival, foi bastante coerente com tudo o que assistimos durante a série original!

Até a próxima!
Beijos viciados

Nenhum comentário:

Postar um comentário