Como anda a sua saúde mental nas redes sociais?

Você já se sentiu mal durante ou depois de estar com os olhos e mente atentos ao Instagram? 
Não é mal de dor de cabeça por estar horas a fio com a retina vidrada no celular. É mal por ter acesso a várias vidas aparentemente impecáveis, fotos perfeitas, informações, comentários e distrações que te causam ansiedade, tristeza, angústia, e tantos outros sentimentos negativos...

Não é a primeira vez que venho aqui falar sobre o poder das redes sociais. É claro que tudo nessa vida tem o lado positivo e o lado descartável. Como estudiosa (e apaixonada) por mídias sociais, não posso deixar nada passar, inclusive o ruim.

Quantas notícias de suicídio, depressão e casos de ansiedade temos acompanhado ultimamente? Vocês já pararam para pensar que muitas dessas pessoas que sofrem, são jovens e estão mergulhadas nesse mundo virtual?



Selecionei alguns fatos, obtidos por meio de estudos europeus, para refletirmos sobre as redes sociais e nossa saúde mental:

- O Instagram é a rede social que mais atinge o psicológico de pessoas jovens.
- Distúrbios do sono e imagem, FOMO (medo de ficar de fora ou perder algo), bullying e solidão são causas e consequências do exagero no consumo das redes sociais.
- O usuário passivo (que não produz conteúdo, só consome) tende a ter mais problemas de ansiedade do que quem trabalha com mídias sociais.
- O brasileiro é campeão mundial em tempo gasto nas redes sociais; são 650 horas mensais.
- As mídias sociais não são o problema, e sim a quantidade de tempo e como são utilizadas. Podem ser ferramentas positivas para suporte social, trabalhos, estudos, informação e conhecimento ou gatilhos para a depressão, síndrome do pânico, entre outras doenças.

Algumas dicas para melhorar sua relação com as redes e com você mesmo:

- Fique alerta à dependência. A internet e as redes sociais funcionam como extensão e ferramenta e não como vida real e principal.
- Meça seu tempo conectado, nunca ultrapasse mais de 2 horas por dia sem necessidade. Rever nossos hábitos e fazer escolhas inteligentes nos torna mais fortes e donos de nossas vidas.
- Organize seu tempo para produzir, não desperdice fazendo nada, rolando o feed do instagram ou facebook,
- Procure tratamento! Um psicólogo e/ou psiquiatra são aliados para nossa saúde. Terapia ajuda em tudo na vida, inclusive na raíz da sua ansiedade.
- Somos TODOS pessoas diferentes. Não se compare, não se diminua. Procure admirar o outro, e se valorizar, investir em você mesmo, para encontrar a satisfação e realização pessoal. Não devemos medir nossas vitórias e nosso caminho visando a jornada de outra pessoa.

Moderação é a chave de tudo. Não dá pra esquecer que o mundo está mudando meteoricamente, mas não podemos perder nosso equilíbrio, nossa essência e o que de fato achamos importante. As relações interpessoais, os momentos com amigos, família, o lazer, trabalho, estudos... tudo isso conforta mais a alma do que a tela do celular.

Gostaram do post?
Vamos cuidar das nossas mentes e utilizar as redes sociais só para fins positivos! Combinado?
Beijos
@alissamagalhaes

Um comentário:

  1. Olaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa!
    Eu uso as Redes Sociais para trabalho. Juro, tenho uma vontade de cancelar o Facebook, mas tenho lá a Fan Page -.-
    Beijokitaz




    www.devaneiosdemissl.com

    ResponderExcluir