Roupa é identidade

Já escutei de muita gente que moda é futilidade. Que demorar horas para escolher uma roupa é perda de tempo e que conversar sobre estilos é coisa de gente que não tem o que fazer.

Sério mesmo?

Venho numa maré de desconstrução faz tempo. Com muita leitura em livros, blogs e sites de moda, me despi de preconceitos em relação aos estilos que não eram parecidos com o meu. Cada um tem uma história diferente e quer transmitir uma vivência diferente. Isso é lindo!

Moda é identidade. Você se veste de tal jeito para comunicar aos outros e a você mesmo alguma coisa. Quem você é, o que quer, seu lugar no universo. Até a pessoa “menos estilosa” tem sua maneira básica de se mostrar ao mundo.

Reprodução Google/ Ahmigas blogspot

Eu busco transmitir leveza, fofura, romantismo, seriedade, confiança. Tudo junto ou às vezes separado, a depender do humor do dia. Quando você se sente bem em uma roupa, se sente você mesmo, parece que não existe problema na vida, né?

A sensação de gostar de se arrumar, de achar em uma vitrine aquela peça que é sua cara e que você vai amar repetir por aí, simplesmente não tem preço! E não importa o que você queira passar por meio do que veste, desde que isso faça sentido para você, tá tudo certo.

O papo "seja você mesmo" nunca foi tão real como é hoje. Nossas particularidades nos definem e nos diferem, ser único é acrescentar novas facetas na sociedade em que vivemos. A moda, uma grande forma de arte, é ferramenta essencial para nos ajudar nessa empreitada.

Vamos descontruir mais pensamentos por aí? A moda é democrática, é para todos.

Beijos!
@alissamagalhaes

Nenhum comentário:

Postar um comentário