Tolerância é paz

Nos tempos difíceis em que estamos, ter paz é o que nos mantém em equilíbrio.

Aprendi com vivências recentes que estarmos no nosso centro, com as pessoas que gostamos ao nosso redor e vivendo de acordo com o que acreditamos, é a melhor forma de construir uma história de vida mais tranquila.

Aproveitando o ensejo da proximidade das eleições, mas lembrando que não é apenas nesse caminho que esta reflexão se aplica, aproveito para espalhar um pouco de tolerância com tudo e todos que passam por mim.

Independente do que eu acredito, do que eu fale, de quem eu vote, eu espero respeito de você. Independentemente de quem você defenda, porque você defende, em  quem você acredita, da sua visão de mundo, eu também te respeito.

Nós todos somos diferentes, mas somos iguais em uma coisa: sermos seres humanos.

Você tem todas as verdades da vida? 
Eu não.

Você falha? 
Eu também.

Você repete discursos por aí sem nem saber direito o que tá fazendo? 
Não deveria.

Você acha que todo mundo tem que pensar como você?
Somos 7 bilhões de cérebros quimicamente distintos no planeta.

Então...

Por que cortar relações com amigos e parentes sem motivos? Pra que inflamar nossos egos a ponto de acharmos que só o que queremos é o que importa? 
Na era em que o discurso do amor fala mais alto, que tal transformarmos a fala em prática?

Se não concorda, ignora. Se gosta, agrega. Se não te diz nada, repense.


Nenhum comentário:

Postar um comentário